Oferecer opções de alimentos saudáveis na lancheira, é mais uma maneira de incentivar bons hábitos desde cedo. Confira as dicas da nutricionista Debora Melchioretto:

OPÇÕES SALGADAS:

·     Pão de queijo caseiro;
·     Rosquinha ou bolinha de polvilho;
·     Sanduíche natural (frango desfiado, atum, sardinha, ovo, queijo, requeijão, creme de ricota, tomate, alface, milho, ervilha e cenoura);
·     Salgadinhos assados (frango, carne, legumes, queijo);
·     Muffin salgado (bolinho/cupcake – frango, legumes, queijo);
·     Biscoito integral salgado;
·     Espetinho saudável (cenoura, tomate cereja e ovo de codorna no palito de churrasco);
·     Batata chips assada (doce ou inglesa);
·     Pipoca (que não seja de micro-ondas).

OPÇÕES DOCES:
 
·     Biscoito doce integral;
·     Cookie integral;
·     Pão com doce (mel de abelha, melado ou geleia de fruta natural);
·     Gelatina (corante natural Dr. Oetker);
·     Frutas picadas, espetinho de frutas ou salada de frutas;
·     Flocos de milho sem açúcar, granola, aveia, frutas desidratadas, oleaginosas (castanhas, amêndoas, nozes...);
·     Barrinha de cereal;
·     Bolo ou cupcake integral ou bolo sem cobertura/recheio: cenoura, banana, chocolate, formigueiro, etc.

OPÇÕES DE BEBIDAS:
 
·     Suco de fruta natural (sem açúcar);
·     Suco integral (sem açúcar);
·     Chá caseiro (sem açúcar);
·     Iogurte;
·     Água de coco;
·     Leite com chocolate em pó 50% cacau.

 
 
 

Por meio de uma narrativa poética, o livro busca apresentar uma visão diferente de mundo, levando o leitor a mergulhar no próprio inconsciente, reencontrando sua criança. À primeira vista, um livro para crianças. Na definição de Antoine Saint-Exupéry, seu autor, "um livro urgentíssimo para adultos", o que talvez explique a extraordinária sobrevivência literária de O Pequeno Príncipe. Publicado pela primeira vez em 1943 na Nova York em que foi escrito e, no ano seguinte, na França, a versão brasileira chegou às livrarias em 1952. Apesar da presença explícita de dois personagens e do registro de um diálogo entre o aviador e uma criança, diversos aspectos autobiográficos estão presentes nesta narrativa. Através de imagens simbólicas, as passagens de ordem temporal, na vida do autor, estão ali presentes: casamento/separação, profissões, sonhos, decepções. Os dois personagens tornam-se representações do próprio Saint-Exupéry, em um monólogo interior entre o "eu" e o "outro".

“Todas as pessoas grandes foram um dia crianças – mas poucas se lembram disso.” (O Pequeno Príncipe)

Boa leitura!

Murray McCain e John Alcorn escreveram "Livros", um livro que tem como intuito fazer com que a leitura seja uma experiência transformadora. Ele é irresistível tanto pelo seu design,  suas ilustrações e pelo propósito que ele traz - que desafia o domínio generalizado das novas tecnologias e reafirma o encanto sem igual dos livros. Um clássico de um grande designer e ilustrador americano, que revolucionou a imagem e a edição de livros na década de 1970: John Alcorn. Uma pequena obra destinada a todos os leitores. Um hino de amor aos livros, à leitura, às palavras, à literatura e à inteligência.