Notícias

A noite desta segunda-feira (2/12) foi especial para os 164 estudantes dos quartos anos da Barão. Depois de alguns meses de estudos, eles puderam colocar em prática o projeto Respirando Ciências ao acender uma árvore de aproximadamente 10 metros de altura com três bicicletas. Através da energia gerada pelas pedaladas, os estudantes colocaram em funcionamento uma fita de LED de 40 metros que iluminou a árvore no pátio da escola. O evento contou com a participação das famílias e da comunidade escolar.
A coordenadora pedagógica do 1º ao 4º ano,
 Rosemari Probst, explica que não há nada de diferente nas bicicletas, elas apenas ficam acopladas em um suporte que possibilita a pedalada sem sair do lugar. “Usamos um dínamo acoplado na roda traseira da bicicleta. O movimento da pedalada gera uma corrente contínua que converte energia mecânica em energia elétrica. Para verificar a produção dessa energia, ligamos uma fita de LED ao dínamo. A energia é produzida enquanto a bicicleta é pedalada”, complementa.
A ação teve como objetivo sensibilizar os estudantes em relação ao consumo consciente e despertar a criatividade para que construam objetos, ferramentas ou materiais utilizando recursos recicláveis, que podem ser inseridos em casa, na escola e no município. “Essa é uma nova forma de aprender ciência, saindo do modelo tradicional de práticas laboratoriais em que os alunos atuam de forma estanque e pontual. Através do Projeto Respirando Ciências alteramos esse formato para algo contínuo e interligado às competências e habilidades de cada etapa de ensino”, pontua a coordenadora.